manual ginecologia natural (pabla perez) espanhol

176109315 manual introductorio a la ginecologia natural pabla perez san martin large
4 MB, Portable Document Format (.pdf)
Preview: small, medium, large
Updated by ell Friday
 

opa, vou ler! já baixei aqui. massa.
incrível como somos educadas sem nenhuma conexão com nossos corpos para que fiquemos dependentes, ignorantes e para que nossa liberdade seja cerceada.

 
 

incrível como elas querem vender esse livreto por 50 reais e não disponibilizam em pdf.
a galera tá monopolizando conhecimento tradicional igual fazem com a permacultura, parto, etc

 
 

sim essas minas são mó paia, fazem grana em cima de conhecimentos comuns e ancestrais, MAS alguém escaneou como podem ver :)))

 
 

¡gracias kapa hembrista!
pd: estoy en manizales, caldas, colombia… abrazas

 
 

oi gente ^^ então, esse livro da Pabla, vi que essa versão é mais antiga e tal, daí parece que tem alguns erros também (mas não sei dizer quais são). eu acabei comprando os dela, preciso muito escanear eles logo, mas tinha entrado em contato falando sobre poder traduzir e disponibilizar por aqui, mas ela falou que não autorizava e tal, que já tinha gente fazendo isso e umas coisas que fiquei meio na bad e desisti =( é foda isso, sem querer desvalorizar o trampo super foda dela, a pesquisa e tudo, mas mano, essas coisas tem que ser disponibilizadas…

 
 

MUJERES TODAS!
DISPONIBLE LIBRE DESCARGA, MANUAL INTRODUCTORIO A LA GINECOLOGIA NATURAL, ULTIMA EDICION

drive.google.com/file/d/0BzcgUpfj7t7BQV...

 
 

Meu que sacanagem… isso que o pessoal independente se mata pra sobreviver, coloca um preço de boa no livro e a galera ainda reclama, como se ela não tivesse dado o corre de fazer toda a pesquisa, de criar o livro. Não sei se as linda sabe mas isso demanda tempo e dinheiro.
Defender o empreendedorismo feminino o caralho, né?
E 50$ é sim de boa. Porque pra gastar em breja e ganja todo mundo tem essa grana né, mas pensando que seria também um investimento QUE AJUDA OUTRA MINA é muito caro.
Ai se toquem.
Não entendo como é que quer ajudar outras mulheres tirando de outra. Isso não parece nada matrifocal, e parece bem com o que o querido patriarcado fez com algumas outras mulheres pela história.

 
   

aff falaserio.
anarquista não tem essa de propriedade intelectual e de lucrar em cima da informação…
tampouco autoria… esses conhecimentos pertencem as mulheres, e as minas mapuches que essas minas pegaram os conhecimentos, não deveriam ganhar uma grana então também? esses conhecimentos não são das autoras, são saber popular que não deve ser comercializado.
eu não tenho como encomendar lá do Chile, sairia uma fortuna.
Esses conhecimentos existem pra melhorar a vida de todas mulheres e não apenas as burguesas.
Quem tiver como comprar compra… simples. se eu pudesse comprava.
flw